Back

ⓘ Estação Pigalle




Estação Pigalle
                                     

ⓘ Estação Pigalle

A estação foi aberta aos passageiros em 7 de outubro de 1902 na linha 2 Nord atual linha 2 da Compagnie du chemin de fer métropolitain de Paris dita CMP.

Ela deve sua denominação à seu estabelecimento sob a praça homônima e, ao sul desta praça, à rue Jean-Baptiste-Pigalle onde viveu o escultor Jean-Baptiste Pigalle 1714-1785, vias portando hoje o seu nome.

Em 8 de abril de 1911, a estação da linha A atual linha 12 da Société du chemin de fer électrique souterrain Nord-Sud de Paris dita Nord-Sud foi aberta como terminal provisório até a inauguração da extensão até Jules Joffrin em 30 de outubro de 1912.

Em 2011, 6 172 069 passageiros entraram nesta estação. Ela viu entrar 6 201 914 passageiros em 2013, o que a coloca na 57ª posição das estações de metrô por sua frequência.

                                     

1.1. Serviços aos Passageiros Plataformas

As plataformas das duas linhas são de configuração padrão: duas plataformas laterais por ponto de parada, elas são separadas pelas vias do metrô situadas ao centro, e a abóbada é elíptica.

A estação da linha 2 é organizada em estilo "Ouï-dire" azul: as faixas de iluminação, de mesma cor, são suportadas por consoles curvos em forma de foice. A iluminação direta é branca enquanto que a iluminação indireta, projetada sobre a abóbada, é multicolorida. As telhas em cerâmica brancas são planas e recobrem os pés-direitos, a abóbada e os tímpanos. Os quadros publicitários são de cor azul e cilíndricos, e o nome da estação está inscrito na fonte Parisine em placas esmaltadas. As plataformas são equipadas com bancos "assis-debout" azuis.

A estação da linha 12 é estabelecida em curva no túnel da linha 2 e sua abóbada é semi-elíptica, forma específica das antigas estações do Nord-Sud. A decoração é de estilo "Andreu-Motte" com duas rampas luminosas laranjas, bancos em telhas marrons planas e assentos "Motte" laranjas. Estas instalações são casadas com as telhas brancas que recobrem os pés-direitos e os tímpanos, enquanto que a abóbada é pintada em branco. As saídas dos corredores são tratadas em telhas brancas biseladas clássicas. Os quadros publicitários são metálicos e o nome da estação é escrito em fonte Parisine em placas esmaltadas.

                                     

1.2. Serviços aos Passageiros Intermodalidade

A estação é servida pelas linhas 30, 54, 67 e pelo Montmartrobus da rede de ônibus RATP e, à noite, pelas linhas N01 e N02 da rede Noctilien.

                                     

2. Bibliografia

  • Sob a direção de Bernard Toulier, Mille monuments du XXe siècle en France, p. 210, éditions du patrimoine coleção Indicateurs du patrimoine, Paris, 1997 ISBN 2-85822-190-1