Back

ⓘ Pensamento Reticular




                                     

ⓘ Pensamento Reticular

Pensamento Reticular é uma nova forma de interação que altera a arquitetura da informação. Consequência de uma inovação tecnológica, é um conceito de uma Sociedade em Rede aplicado ao nosso cotidiano, onde substitui-se a forma frontal de envio das informações, geradas por um emissor e direcionadas para os receptores, por uma forma reticular, em rede, interativa e colaborativa. Consequentemente, a emissão se transforma em uma troca interativa de circuitos, pessoas e interfaces, cuja co-ação será a dinâmica criadora do processo comunicativo. A ideia de pensamento reticular vem particularmente ligada para nós, usuários, às redes da internet.

                                     

1. Origens

O pensamento reticular tem na origem de sua expressão uma complexidade peculiar, proveniente de inúmeras transformações conceituais, consequência dos resultados de alguns experimentos, que aconteceram em diversas áreas do conhecimento entre o final do século XIX e a primeira metade do século XX, que iniciaram a discussão a respeito da explicação sistêmica e linear. A primeira transformação significativa foi provocada pela geometria elíptica de Bernhard Riemann que, pensando em alguém situado em cima de uma esfera leia-se habitantes do planeta Terra, descreve uma geometria sem retas paralelas, onde apenas linhas curvas seriam possíveis de serem traçadas. Seguindo à crise da representação linear e externa do espaço, vem a perspectiva da relatividade de Albert Einstein no campo da física, com seus estudos do processo de propagação da luz. Para ele, a luz seguiria, de acordo com a geometria de Riemann, a forma do espaço, ou seja: faria uma linha curva.

A partir da crise do espaço linear na geometria e da crise da explicação e do pensamento lineares na física, apresenta-se a transformação do modo de produzir e distribuir as informações, que passam da linearidade e" unidirecionalidade” emissor-receptor, para uma forma reticular e dialógica, e, em seguida, assumindo a forma das redes de redes, com o surgimento de uma nova forma de complexidade, para explicar a relação entre o humano e o meio ambiente numa perspectiva reticular e não mais opositiva.

                                     

2. Características

São características dessa nova arquitetura informativa reticular: além da inexistência de uma centralização e da estrutura emissor-receptor, a possibilidade de todos terem acesso a todas as informações, independente dos locais e/ou posições em que se encontram. E, também, cada membro que compõe essa rede informativa passa a ter, tecnologicamente, o mesmo poder comunicativo de divulgação.

                                     

3. Ligações externas

  • As redes digitais vistas a partir de uma perspectiva reticular | Revista IHU Online
  • Centro de Pesquisa Atopos ECA/USP
  • Dossiê Redes Sociais, Revista USP n.92
                                     
  • tendem a uma hierarquização forjada. A disposição das informações no meio reticular da internet, com o auxílio dos hiperlinks, disponibiliza os conteúdos
  • cultural - histórica onde se inclui o estudo das noções de causalidade e pensamento lógico conceitual da atividade teórica como função do sistema nervoso
  • conexões reciprocas com a área septal sistema límbico e com a formação reticular do mesencéfalo. Juntamente com este feixe encontra - se ainda a área hipotalâmica
  • exemplo, a atenção e a memória estão vinculadas intimamente com o sistema reticular ativador e o hipocampo, sem mencionar a própria córtex frontal relacionada
  • e das formações reticulares pelos axônios de tipo C lentos que aí terminam. A ativação por estas fibras das formações reticulares leva à ativação em
  • sistema ativador reticular SARA ascendente é um sistema de fibras, em geral axônio de neurônios, originado da formação reticular do tronco encefálico
  • fazendo da ciência uma ideia com memória e pensamento Mas Moisés de Lemos Martins não fez a defesa do pensamento apenas na sua obra académica. Também a tem
  • aplicaram o pensamento evolucionista à psicologia, à epistemologia, à cosmologia, à metafísica e à teologia, originando uma escola de pensamento conhecida