Back

ⓘ Álvaro Veiga de Oliveira




Álvaro Veiga de Oliveira
                                     

ⓘ Álvaro Veiga de Oliveira

Álvaro Augusto Veiga de Oliveira, conhecido por Álvaro Veiga de Oliveira ou apenas Veiga de Oliveira, foi um engenheiro civil português.

                                     

1. Biografia

Estudou no Liceu Diogo Cão em Sá da Bandeira, Angola. Diplomou-se em engenharia civil pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto em 1952, tendo iniciado a sua atividade colaborando no cálculo das estruturas de apoio e da cúpula do Palácio de Cristal, ainda como estudante dos 5.º e 6.º anos da FEUP.

Foi de 1953 a 1955, Diretor Fabril e autor dos projetos de uma Fábrica de Postes de Betão e Betão Pré-esforçado, em Alverca. Engenheiro da Direção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais, entre 1955 e 1957, integrou o Gabinete de Projetos da FERCA, em Lisboa, entre 1970 e 1974, e foi cofundador, gerente e diretor da BETAR, de 1973 a 1974 de 1984 a 1996.

Como engenheiro civil trabalhou, entre outros, com os arquitetos Ruy Dathouguia, Cândido Palma de Melo, Manuel Tainha e Jorge Ferreira Chaves.

                                     

1.1. Biografia Atividade política

Ainda estudante, chegou à vida política ativa, em 1949, participando na campanha eleitoral de Norton de Matos. Participou no MUD juvenil e na campanha para a eleição do General Humberto Delgado a Presidente da República em 1958.

Entrou formalmente para o PCP em 1954, tendo passado à clandestinidade em 1958.

Entre 1958 e 1964 exerceu como profissional liberal no Brasil, participando na campanha internacional contra a ditadura. Publicou regularmente no mensário" Portugal Democrático”.

Foi detido pela PIDE em 20 de dezembro de 1965 sofrendo 37 dias de tortura do sono. Foi colocado em liberdade condicional em junho de 1970 tendo retomado a sua atividade profissional até à revolução.

Após a revolução de 25 de Abril de 1974, foi eleito para Assembleia Constituinte, não chegando a tomar o seu lugar para fazer parte do IV Governo Provisório como Ministro dos Transportes e Comunicações. Não tendo feito parte do V Governo Provisório voltou a exercer cargos governativos no VI Governo Provisório, como Ministro do Equipamento Social de 19 de setembro de 1975 a 10 de fevereiro de 1976, e como Ministro das Obras Públicas de 10 de fevereiro de 1976 a 23 de julho de 1976.

Foi, posteriormente, deputado à Assembleia da República e vice-presidente do grupo parlamentar do PCP entre 1976 e 1984. Em dezembro de 1983, demitiu-se de membro do Comité Central do PCP e em 1989, desligou-se publicamente do Partido Comunista. Dez anos depois, em 1999, aderiu ao Partido Socialista.

Em 1987, integrou o grupo de dissidentes comunistas conhecido como "grupo dos seis", com Vital Moreira, Silva Graça, Sousa Marques, Vítor Louro e Dulce Martins, que entregou ao então secretário-geral comunista Álvaro Cunhal um documento a defender mudanças internas no PCP.

Foi vereador da câmara de Cascais entre 1978 e 1983 e candidato a esta autarquia em 1982.

                                     

1.2. Biografia Livros publicados

Em 1998 publica o livro "As Cercas" pela editora Quetzal ISBN 972-564-362-3; "Burros sem Rabo", igualmente pela editora Quetzal ano de 2000 ISBN 972-564-441-7; e por fim, com prefácio de José Jorge Letria, em 2001 edita "Contos do Verosímil e do Transcendente", com a editora Hugin ISBN 972-794-097-8

                                     

Referências

Ligações externas

  • "VI Governo Provisório; Álvaro Veiga de Oliveira". Governos da Democracia Portuguesa
  • "Deixou-nos Veiga de Oliveira". Margem Esquerda ; 27 de Agosto de 2006
  • "Membro do Conselho Geral da Fundação Mário Soares". ;
  • "Veiga de Oliveira morre aos 77 anos". www.publico.clix.pt
  • "Veiga de Oliveira". MOREIRA, Vital - Causa Nossa. 4 de Abril de 2004
                                     
  • Assuntos Sociais Álvaro Veiga de Oliveira ministro dos Transportes e Comunicações Guimarãis, Alberto Laplaine Ayala, Bernardo Diniz de Machado, Manuel
  • Finanças Ernesto Melo Antunes, ministro dos Negócios Estrangeiros Álvaro Veiga de Oliveira ministro do Equipamento Social set. 1975 fev. 1976 e ministro
  • Álvaro Maria da Soledade Pinto da Fonseca Velhinho Rodrigues Moreira da Silva Porto Alegre, 23 de novembro de 1888 - Rio de Janeiro, 12 de setembro de
  • João Maria Leitão de Oliveira Martins GCC Esposende, Esposende, 31 de outubro de 1934 - 30 de novembro de 2011 foi um político social - democrata português
  • Pimenta da Veiga Filho nasceu em uma família de quatro irmãos. A mãe, Edite Paraíso Pimenta da Veiga era professora e o pai, João Pimenta da Veiga era advogado
  • José Veiga Simão GCC GCSE GOI GCIH GCIP Guarda, 13 de fevereiro de 1929 - Lisboa, 3 de maio de 2014 foi um professor de Física e político português
  • Álvaro Barreirinhas Cunhal Coimbra, 10 de Novembro de 1913 Lisboa, 13 de Junho de 2005 foi um político e escritor português, conhecido por ser um opositor
  • Rio de Janeiro, veja Álvaro Lins político do Rio de Janeiro Álvaro de Barros Lins GCC GCL Caruaru, 14 de dezembro de 1912 - Rio de Janeiro, 4 de junho
  • 2007 ISBN 978 - 972 - 8876 - 98 - 2 Ivo Teixeira Lima de Veiga Álvaro Martins Homem in João Paulo Oliveira Costa coord. A Nobreza e a Expansão. Estudos