Back

ⓘ Categoria:Mitologia judaica




                                               

Daniel

Daniel, também chamado de Beltessazar, foi um jovem príncipe judeu levado como prisioneiro de guerra pelas tropas do Império Babilônico, em meio à Rebelião para Independência de Judá. Ele serviu ao rei Nabucodonosor II e seus sucessores com lealdade e competência até o momento em que a Babilônia foi conquistada por Ciro, o Grande, e através da sabedoria oriunda de seu Deus, Jeová, ele interpretou os sonhos e visões de reis, tornando-se uma figura proeminente na corte da Babilônia. Ele não é considerado um profeta no judaísmo, mas os rabinos o consideravam o membro mais ilustre da diáspora ...

                                               

Esaú

Esaú, personagem do Antigo Testamento, era filho de Isaque e Rebeca e irmão gémeo de Jacó, com quem se zangou por este lhe ter usurpado a bênção dada por seu pai, Isaque. Esaú em hebraico,עֵשָׂו, foi também chamado de Edom em hebraico אֱדוֹם, o pai dos edomitas que habitaram uma região que hoje é conhecida por Acaba. Esaú nasceu ruivo e peludo. Esaú era um perito caçador e amado do seu pai, enquanto Jacó habitava em tendas e era amado por sua mãe. Esaú vendeu a Jacó seu direito a primogenitura por um prato de lentilhas. Ele tomou sua prima Maalate como mulher: Vendo também Esaú que as filh ...

                                               

Estória dos anjos caídos

Anjos caídos é um tema de pouca penetração na cultura judaica, posto que no misticismo. A estória é baseada principalmente no Livro de Enoque e alguns textos esparsos.

                                               

Hananias, Misael e Azarias

Hananias, Misael e Azarias, ou por seus nomes babilônicos - Sadraque, Mesaque e Abede-Nego - foram, segundo a narrativa bíblica, três jovens príncipes judeus levados como prisioneiros de guerra pelas tropas do Império Babilônico, em meio a Rebelião para Independência de Judá. Ao fim do conflito, de acordo com a tradição rabínica, os jovens foram castrados por ordens do rei babilônico, com o objetivo de desencorajar lideranças e frustrar o sentimento de independência em meio ao povo dominado. O episódio mais marcante de suas vidas foi quando os três se recusaram a adorar um ídolo, foram jog ...

                                               

Matusalém

Matusalém ou Metusalém foi um patriarca bíblico e um personagem presente no judaísmo, no cristianismo e no islamismo. Ele é conhecido por ser o homem que teve mais longevidade de toda a Bíblia, pois teria vivido por 969 anos. De acordo com o Livro de Gênesis, Matusalém foi filho de Enoque, pai de Lameque e o avô de Noé. Em outras partes da Bíblia, Matusalém é mencionado nas genealogias de 1.ª Crônicas e no Evangelho segundo Lucas. A sua vida é descrita mais detalhadamente em textos religiosos extra-bíblicos, como o Primeiro Livro de Enoque, o Segundo Livro de Enoque e o Livro de Moisés. Os ...

                                               

Ninrode

Ninrode ou Nenrode é um personagem bíblico sendo filho de Cuxe e Semíramis, neto de Cam e bisneto de Noé, descrito como o primeiro poderoso na terra.

                                               

Pilares dos filhos de Set

Os pilares dos filhos de Sete, de acordo com o livro Antiguidades judaicas de Flávio Josefo, são dois pilares que teriam sido criados pelos descendentes de Sete e nas quais foram inscritas descobertas científicas, invenções, principalmente no campo da astronomia. Como os descendentes de Sete sabiam, baseado em uma predição de Adão, sobre o dilúvio, criaram os pilares como meio de transmissão das descobertas aos sobreviventes futuros.

                                               

Ziz

Ziz é, na mitologia judaica, uma ave gigante, tão grande que bloqueia a luz do sol com a envergadura das suas asas. É considerado como um arquétipo das criaturas monstruosas. Behemoth, Leviatã e Ziz são motivos tradicionais de decoração no artesanato judaico. Alguns criacionistas o identificaram como uma espécie de pterossauro, o Quetzalcoatlus, que foi o maior animal alado da história geológica da Terra.

                                     

ⓘ Mitologia judaica

  • zoroastrismo Agaliarept mitologia judaica Agrat bat Mahlat mitologia judaica Agares mitologia cristã Agiel mitologia judaica Ahriman Angra Mainyu zoroastrismo
  • O termo mitologia pode referir - se tanto ao estudo de mitos como a um conjunto de mitos. Por exemplo, mitologia comparada é o estudo das conexões entre
  • Kulam Mitologia semita e Mitologia mesopotâmica Mitologia assírio - babilônica Mitologia árabe Mitologia babilônica Mitologia judaica Mitologia turca - mongol
  • Religiosidade judaica é a maneira com que os judeus expressam seu judaísmo. Ao contrário do que possa parecer externamente, não há uma unidade religiosa judaica Cada
  • Na mitologia judaica um xilóforo é cada um dos sacerdotes judeus que acendiam e mantinham o fogo tido como sagrado Não pode ser considerado um deus
  •  Nota: Para o rio de Marrocos, veja Rio Ziz. Ziz Hebraico: זיז é, na mitologia judaica uma ave gigante, tão grande que bloqueia a luz do sol com a envergadura
  • Cultura. Lisboa: Ed. verbo, 1960. O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Fama mitologia Portal da mitologia greco - romana
  • medieval. É capaz de mudar de forma, voar e prever o futuro. Para a mitologia judaica broxa é uma espécie de pássaro hematófago que se alimenta do sangue
  • A história judaica é um subcampo de estudo da História voltado aos assuntos relacionados ao povo, religião e cultura judaicos Como boa parte da história
  • importadas Apolo e Ártemis na mitologia latina como Sol e Luna, na mitologia germânica como Sol e Mani, na mitologia báltica como Saulē e Mēnō. O esquema
  • Na mitologia judaica lilim hebraico: לילין, Lilin singular feminino lili e masculino lilu é um termo para espíritos noturnos. O registro mais antigo
                                               

Xilóforo

Na mitologia judaica, um xilóforo é cada um dos sacerdotes judeus que acendiam e mantinham o fogo tido como "sagrado". Não pode ser considerado um deus, tendo em vista que é apenas um dos personagens presentes nas atividades religiosas; não recebe adoração, veneração, nem culto; mas sim presta culto ao único Deus dos judeus: יהוה, Adonai nosso Deus.