Back

ⓘ As progresses




As progresses
                                     

ⓘ As progresses

As progresses eram viagens de longas distâncias realizadas pela rainha Isabel I de Inglaterra, percorridas em padiolas levadas por nobres e figuras de destaque da corte, com programação de espetáculos teatrais organizados pela nobreza.

As paradas das progresses tinham a soberana como principal atriz e permitia que a plebe participasse um pouco, mantendo a engrenagem do Estado "lubrificada" com a exposição da suntuosa autoridade do poder estabelecido. Os pontos de parada das progresses eram pré-estabelecidos e conhecidos do povo: igrejas, fontes públicas, arcos triunfais. Os súditos aguardavam a parada da comitiva com grande expectativa, pois já sabiam que nesses pontos haveria representação de pequenas cenas, discursos, danças e músicas. Era costume que, durante as paradas, pessoas se dirigissem à rainha com pedidos para sí ou para a comunidade, com orações e agradecimentos. Desses momentos, Elizabete I sabia aproveitar-se muito bem, utilizando o teatro como instrumento político tanto para controle dos súditos quanto da sua corte.

Sempre que o povo gritava, ovacionando-a, Deus guarde a rainha! ", ela respondia num tom quase religioso, Deus guarde o meu povo! ". Sendo tão dada à encenação, era óbvio que Gloriana apoiava fortemente o teatro, apesar da oposição constante dos puritanos e dos membros da direção da cidade de Londres.

Durante o seu reinado 1558-1603, Isabel I realizou 25 progresses por diversas cidades o que resultou no que Peter Burke chamou de grande tradição e pequena tradição - trocas culturais entre a corte, a classe média e a sociedade rural. Peter Burke, em Cultura popular na Idade Média, 1500 - 1800, Companhia das Letras, refere que essa troca cultural se deu, em grande parte, como resultado das viagens da rainha Elizabete e do movimento dos nobres, que iam e vinham da corte para as suas propriedades rurais, deixando, ao partir, influências relativas a passatempos, alimentação e até ao comportamento, que os senhores rurais e a gentry procuravam imitar.

                                     

1. Referências

  • Shakespeare em seu tempo” – por Aimara da Cunha Resende doutora em literatura comparada e teoria da literatura pela USP
  • Revista Entre Clássicos, nº 2, páginas 6 a 13, Editora Duetto.
                                     
  • duas espécies de progresso que se prestam mútuo apoio e que, todavia não marcham lado a lado: o progresso intelectual e o progresso moral. Ao mesmo tempo
  • Santa Terezinha do Progresso é um município brasileiro do estado de Santa Catarina. Localiza - se na Região Geográfica Imediata de Maravilha e pertence
  • princípio de todas as ações individuais e coletivas. A Ordem consiste na conservação e manutenção de tudo o que é bom, belo e positivo. O progresso é a consequência
  •  Nota: Não confundir com Progresso Rio Grande do Sul Novo Progresso é um município brasileiro do estado do Pará, pertencente à Mesorregião do Sudoeste
  • Progresso Associação do Sambizanga é um clube de futebol angolano, sua sede fica no bairro de Sambizanga, Luanda, capital de Angola. O clube foi fundado
  • pelo empresário Santos Bikuku com o nome de Progresso do Sambukila. Em 2014 mudou para o nome atual. As cores do clube são amarelo e preto. O clube no
  • A Federação Brasileira pelo Progresso Feminino FBPF foi uma organização fundada em 9 de agosto de 1922 no Rio de Janeiro em prol dos direitos civis
  • Recreativo e Escola de Samba Mocidade Independente do Progresso GRES Mocidade Independente do Progresso é uma escola de samba da cidade de Juiz de Fora
  • O nome Vila Progresso pode referir - se a: Vila Progresso Camobi - unidade residencial de Camobi, Santa Maria Vila Progresso Dourados - bairro da cidade
  • progresso Progresso pode referir - se a: Progresso filosofia - concepção filosófica Progresso Rio Grande do Sul Novo Progresso - no Pará Progresso
  • Progresso é um bairro que se localiza na região norte da cidade de Goiânia, próximo à Avenida Perimetral Norte e Avenida Nerópolis que interliga com a
  • A Fundição Progresso é um centro cultural e casa de espetáculos situado no bairro da Lapa, na região central da cidade do Rio de Janeiro, no Brasil. Localiza - se