Back

ⓘ Dez mil (Anábase)




Dez mil (Anábase)
                                     

ⓘ Dez mil (Anábase)

Os Dez Mil são um grupo de mercenários gregos contratados por Ciro, o Jovem para destituir seu irmão, Artaxerxes II do trono da Pérsia. Sua história é descrita nos livros Anábase e Helênicas por Xenofonte, desde a organização do exército do príncipe persa até a batalha de Cunaxa e o posterior retorno dos mesmos para a Grécia.

Ciro aproveitou-se de um momento conturbado da Grécia Antiga para contratar esses guerreiros. A Guerra do Peloponeso acabara e muitos soldados estavam desempregados. O ouro persa os atraiu para uma suposta missão de derrotar alguns inimigos asiáticos de Ciro.

                                     

1. Composição do exército

Vários generais comandaram as tropas que formariam os Dez Mil:

  • 400 gregos desertores do exército de Artaxerxes.
  • Clearco de Esparta com 1 000 hoplitas, 800 peltastas trácios, 200 arqueiros cretenses. Posteriormente, receberia uma parcela dos homens de Xênias;
  • Xênias, o Árcade com 4 000 hoplitas. Desertou do exército na Síria;
  • Querísofo de Esparta com 700 hoplitas;
  • Próxeno, o Beócio com 1 500 hoplitas e 500 peltastas;
  • Sofeneto de Estinfália com 1 000 hoplitas;
  • Sosis de Siracusa com 300 hoplitas;
                                     

2. Eventos

O Exército se direcionou para a Babilônia, onde enfrentaria o império persa em Cunaxa. Os gregos venceram a batalha aliados à infantaria e cavalaria de Ciro, porém o mesmo faleceu durante a batalha. Mesmo com a vitória no campo de batalha, sofreram uma derrota estratégica.

Xenofonte assumiria o comando dos Dez Mil juntamente com outros generais eleitos pelos soldados quando os persas enganaram parte dos líderes e os assassinaram. Após isso, os Dez Mil precisaram percorrer 1600 quilômetros de volta para casa, lutando por todo o caminho de volta.

Desavenças, intrigas e traições internas desestabilizaram o exército grego que viria a se dividir antes de chegar à Trácia. Dos Dez Mil, apenas 6 000 sobreviveram à empreitada.

                                     

3. Curiosidades

  • Xenofonte viveria em Esparta boa parte de sua vida e lutaria ao lado do rei Agesilau II em suas campanhas asiáticas;
  • Xenofonte recebe vários comentários em alguns romances históricos como The Virtues of War de Steven Pressfield.
  • Alexandre o Grande usou a Anábase como referência para sua campanha contra a Pérsia;
  • Em 1977, o filme Warriors foi lançado, fazendo uma transposição da Anábase para o tempo real, em que um grupo tem que atravessar uma cidade enfrentando gangues com nomes cobertos de referências;
                                     
  • dos Dez Mil ou A Marcha para o Interior. CARMO, Antonio  Anábase A expedição dos dez mil CARMO, Antonio  Anábase A expedição dos dez mil DURANT
  • 10000, 10 000 ou Dez mil pode referir - se a: Dez mil - número inteiro Dez mil Anábase - grupo de mercenários gregos 10.000 a.C. - filme estadunidense
  • Império Persa no ano 401 a.C. A história dos Dez mil e tal episódio são contados por Xenofonte a sua Anábase Xenofonte. Anabasis: Book 4, Chapter 7, Section
  • Curdistão. Em 401 a.C., um povo chamado Carducos foi mencionado na obra Anábase do general grego Xenofonte, como habitantes da região montanhosa ao norte
  • casa foi intitulado Anábase A Expedição ou A Marcha através do País A dissertação histórica que Xenofonte faz na obra Anábase é um dos mais antigos
  • Rodes II, 1018. Heródoto III, 94. Heródoto VII, 78. Xenofonte, Anábase V, 4. Xenofonte, Anábase V, 5, 1. Rhodius., Apollonius, 1971 The voyage of Argo : the
  • história de Ciro e da retirada dos gregos é citada por Xenofonte na sua obra Anábase Outro relato, provavelmente de Sofeneto de Estinfália, foi utilizado por
  • Aquemênida. Já em 401 a.C., um povo chamado de Carducos foi mencionado na obra Anábase do general grego Xenofonte, como habitantes da região montanhosa ao norte
  • em 401 a.C., um povo chamado carducos Cardukhi foi mencionado na obra Anábase do general grego Xenofonte, como habitantes da região montanhosa ao norte
  • Aquemênida. Já em 401 a.C., um povo chamado Cardukhi foi mencionado na obra Anábase do general grego Xenofonte, como habitantes da região montanhosa ao norte
  • über die Ausgrabungen in Sinope Xenofonte, Brownson, Carleton L., ed., Anábase cap. 5.5  em inglês V, www.Perseus.tufts.edu, consultado em 11 de